Phantom da Buben & Zörweg

Ecoando a crescente influência do desenho automotivo em sofisticados armazenadores de relógios, o automático Phantom Time Mover da Buben & Zörweg (US$ 6.340) canaliza o espírito de um conversível esportivo. O invólucro de alumínio é permeado conforme a escolha do comprador entre fibra de carbono de alta tecnologia ou ébano polido de Macaçar. O interior é forrado de couro italiano e um sistema de iluminação LED, e o exterior seguro por um cadeado alemão. Disponível em versões para armazenar quatro ou oito peças, o Phantom utiliza o sistema Time Mover da fabricante, um motor super silencioso e desenvolvido para entrar em modo de espera e poupar a tensão entre movimentos, ao mesmo tempo que mantém o torque direcional constante.

A fase curta automática do Time Mover alterna com períodos longos de descanso, entretanto você pode ajustar o frequência e direção da rotação. O Phantom mantém os relógios em ação, já que os aparelhos que repousem por longos períodos de tempo podem apresentar problemas, como a solidificação de lubrificantes.

Tempos modernos na Roger Dubuis

Hoje em dia a genovense Roger Dubuis está utilizando as mais recentes tecnologias micro-mecânicas, mas provavelmente não da maneira que você imagina. O interior do mais novo Excalibur 45mm Chronograph (US$ 51.900) continua com uma movimentação tradicional de colunas giratórias, em concordância com as convenções de Poinçon de Genève.

Entretanto, a empresa aplicou duas técnicas modernas — gravação a laser e tratamento galvânico — para obter os nítidos números romanos no mostrador dessa edição limitada em 88 peças do Excalibur. O visual é indicativo das sutis mudanças ocorrendo na Roger Dubuis. Enquanto a empresa retém o toque extravagante no desenho dos relógios, muitos dos detalhes estão passando por modernização e refinamento, uma previsão de temporada interessante para os colecionadores de relógios.

Panerai saúda o passado com PAM 029 Luminor GMT

Nessa época de festas, a Panerai foi inspirada pela alma de antigos relógios ao criar a edição especial PAM 029 Luminor GTM (US$ 7.400). Como no modelo original de 1998, essa reintrodução é limitada em 1.000 peças e estrela um mostrador lustroso e listrado. Seu aro arredondado é gravado com as 24 horas para função GMT, a qual permite seguir um segundo fuso horário, muito prático para o costumeiro viajante. É o único Panerai com horas GTM no aro. O modelo é movido por um movimentador automático ETA certificado pela Contrôle Officiel Suisse des Chronomètres com reserva de 42 horas. O PAM 029 saúda o final dos anos 1990, quando a marca mudava de uma pequena, mas admirada, relojoaria italiana para adentrar o conglomerado Richemont, que comprou a Panerai em 1997.